Menu

                          Visite o Blog

                          Visite o Blog

A Portaria MS-SAS nº 1169 de 16/11/15, publicada no Diário Oficial da União, página 82, seção 1, é a versão mais atualizada do Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas - Miastenia Gravis.

Este protocolo contém o conceito geral da miastenia gravis, critérios de diagnóstico, tratamento e mecanismos de regulação, controle e avaliação, é de caráter nacional e deve ser utilizado pelas Secretarias de Saúde dos Estados, Distrito Federal e Municípios na regulação do acesso assistencial, autorização, registro e ressarcimento dos procedimentos correspondentes.

De acordo com o protocolo clínico é criado um consenso sobre a condução da terapêutica, estabelecendo critérios de diagnóstico, tanto nas emergências quanto nos consultórios, assim como a indicação de medicamentos, exames laboratoriais e de imagem mais adequados ao quadro do paciente.

Se quiser consultar o documento na íntegra, clique aqui.

Tratamentos permitem controle da doença na maioria dos casos.

Embora ainda não haja cura para miastenia, há opções de tratamento com orientação médica e terapêutica adequada.

Não deixe de consultar seu médico regularmente.

Orientações sobre COVID-19 para pacientes com DOENÇAS NEUROMUSCULARES. Não há motivo para pânico, mas não há espaço para negligência. São doenças neuromusculares as doenças do neurônio motor, as neuropatias, as síndromes miastênicas e as miopatias e distrofias. Pacientes com formas leves e bem controladas devem realizar as medidas preventivas recomendadas para toda população. Pacientes com maior risco devem seguir algumas recomendações a mais, segundo as associações europeias e americanas (das poucas que se posicionaram a respeito).