Saiba o que fazer quando seu medicamento está em falta no SUS

De modo geral, os medicamentos constantes no Protocolo Clínico de Diretrizes Farmacêuticas são oferecidos aos pacientes nos postos onde estejam sendo assistidos. O SUS – Sistema Único de Saúde – não consegue garantir todos os tratamentos que certos cidadãos necessitam.

Miastenia e muitas outras doenças possuem medicamentos de alto custo, e é inviável para a saúde pública fornecê-los na frequência necessária exigida pelos pacientes, que deverá lidar, ainda, com a demora e a burocracia no atendimento à sua demanda.

Diante dessa situação e considerando que a Constituição prevê o direito à saúde, solicitar medicamentos na justiça pode ser a única saída para os pacientes que não têm condição de arcar com os remédios e tratamentos de alto custo.

Leia mais...

Mytelase

Embalagem do MytelaseEsse medicamento é importado e pode ser encontrado em farmácias importadoras de medicamentos, tais como:

  • http://farmasupply.com.br/medicamentos-importados/mytelase/
  • http://www.drugfast.com.br/#!m/c1uy1
  • A Fundação Rubem Berta, telefone (11) 5041.9623 ou Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Medicamentos importados não constam no Protocolo Clínico de Miastenia, portanto não são dispensados normalmente pelo SUS.

Ciclosporina

A CICLOSPORINA é um polipeptídeo cíclico constituído por 11 aminoácidos. É um poderoso imunossupressor, capaz de prolongar nos animais, a sobrevida aos transplantes alogênicos de pele, coração, rins, pâncreas, medula óssea, intestino delgado e pulmão.

Leia mais...

Azatioprina

Imuran ou Imunen (nome comercial)

  • Composição
    Cada comprimido contém 50 mg de azatioprina.
  • Indicações

É usado como antimetabólito imunossupressor, isolado, ou mais comumente em combinação com outros agentes (normalmente corticosteróides) e procedimentos que influenciam a resposta imunológica. Em combinação com corticosteróides, e/ou outros agentes ou procedimentos imunossupressores, é indicado no controle de pacientes receptores de transplantes de órgãos, bem como: artrite reumatoide grave, lúpus eritematoso sistêmico, dermatomiosite, polimiosite; hepatite crônica ativa soro-imune, Pemphigus vulgaris, anemia hemolítica auto-imune, púrpura trombocitopênica idiopática refratária crônica, poliartrite nodosa.

  • Apresentação

embalagens com 200 comprimidos.

Leia mais...